conversa-de-boteco-titulo

“Aqui me sinto tão em casa que chegam a me confundir como proprietária”.

Ilcéi Miriam

A professora de história, cavaquinista e cantora pode mesmo se dar ao luxo de se sentir em casa no Tonico’s Boteco. Só de carnaval ela já tem mais de cinco anos. “Eu acho que são cinco, se não for mais”. Depois da sua segunda noite de apresentação no carnaval 2010 ela parou para este “papo no boteco.”

“É muito bom fazer carnaval aqui. Vem muita gente conhecida. Muita família. Fica um clima muito agradável. Eu gosto muito”. Das seis noites, incluindo a quinta-feira de pré-carnaval, Ilcéi e sua banda fizeram duas: sábado e segunda-feira. A casa ficou lotada nas duas. A animação foi contagiante. Até o rei Uoshinton e a rainha Renata prestigiaram com presença na segunda-feira. “Como temos uma relação muito afinada com a música, o samba e a cultura na cidade sempre somos lembrados. Isto é muito bom.”

Na terça-feira, com agenda livre, onde foi que Ilcéi curtiu o carnaval? Lógico, ela e a família estavam no Tonico’s Boteco. Afinal, quem não gosta de samba ‘é ruim da cabeça ou doentes dos pés’.

Foto e Texto: Gilberto Gonçalves

VOLTAR